Cabeceira de Cama – Como Escolher Conforme seu Ambiente

0
4617

Muitas pessoas acham que ela é apenas um detalhe meramente decorativo, uma parte estética do design do quarto, mas estão enganados, a Cabeceira de Cama embeleza o ambiente, deixa mais confortável, facilitam a delimitação do espaço da cama, e é um ótimo exemplo de objeto que perpetua por séculos.
Na Grécia e no renascimento elas serviam como encosto, já na Idade Média elas começaram a ser extremamente elaboradas e recebiam acabamentos fantásticos e começaram a ser revestidas com tecidos.
A Cabeceira de Cama pode fazer toda diferença na decoração, sendo que atualmente a diversidade de modelos é enorme, o que acaba dificultando na hora de saber qual é a melhor opção para usar na decoração, Confira abaixo algumas ideias e dicas para escolher a sua;

Cabeceira baixa e longa

• Para um quarto estreito, com pouco espaço nas laterais. O ideal é que ela ocupe todo o comprimento da parede, e que seja baixa (entre 30cm e 40cm acima da altura da cama). Isso ajuda a alongar o ambiente.

Cabeceira proporcional
• Neste caso, a liberdade é infinita, o ideal é ter mais ou menos a metade do tamanho da parede e com o mínimo de 30cm para cada lado da cama.

Cabeceira alta
• Funciona muito bem em quartos com pé-direito baixo, assim passa a sensação de um espaço mais alto. Regra muito parecida com pessoas que usam listras verticais para parecerem mais magra e/ou mais alta.

Cabeceira Capitonê
• É perfeita para quem adora uma decoração clássica. O capitonê nada mais é do que aquele detalhe em botões, que dá sofisticação e elegância ao ambiente.

Cabeceira Colorida
• De um up no seu ambiente, traga vida com uma cabeceira colorida.

Cabeceira DIY
• Faça você mesmo, não é necessário investir muito para ter um ambiente bonito, muitas vezes a beleza está em algo que ninguém imagina.

Cabeceira de Madeira
• Painéis em madeira de alto padrão conseguem cumprir o papel de cabeceira e, ao mesmo tempo, oferecer um toque acolhedor e uma estética refinada. Indicada para quem faz o tipo clássico e atemporal.

Além de mostrar um tanto da personalidade do dono do ambiente, a cabeceira também deve ser funcional. Inspire-se nestas propostas criadas com diferentes materiais, formatos e orçamentos para o seu Ambiente.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBodega Polaski
Próximo artigoComo Lidar Com Um Adolescente
Arquiteta em formação, Designer de interiores com extensão em Interiores contemporâneos, atuando em projetos residenciais e comerciais dos mais variados estilos. Em busca de novas experiências e tendências. Gaucha e Modelo.

Comentários no Facebook