Câncer pele e de próstata têm alta incidência entre os gaúchos.

0
490

A temperatura cada vez mais quente e o constante abafamento da temperatura vem fazendo com que os médico especialistas em câncer de pele façam alertas sérios sobre este problema, cada vez mais com ocorrência entre os gaúchos. Embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil e corresponda a 25% de todos os tumores malignos registrados no país, o melanoma representa apenas 4% das neoplasias malignas do órgão, apesar de ser o mais grave. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), são estimados mais de 6 mil novos casos de melanoma por ano.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) informam que o câncer de próstata é o segundo mais comum tipo de câncer entre os homens brasileiros, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. O INCA, ainda, estima que, em 2016, mais de 61 mil casos serão diagnosticados ao longo do ano. Com relação aos números de mortes causados por câncer, o de próstata está na segunda posição, a primeira é ocupada pelo câncer de pulmão.

Com o objetivo de proporcionar uma maior conscientização sobre o câncer de próstata e o câncer de pele, a Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) realizou, no dia 09/11, às 19h, no Centro de Eventos AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311 – Porto Alegre), uma exposição sobre os tópicos.

Um dos palestrantes o dia, o médico urologista, Herbert Sauer, reforçou que, com o envelhecimento da população brasileira, cada vez mais casos de câncer de próstata tem sido diagnosticados. Por outro lado, o tratamento com antecedência da doença tem permitido a realização de procedimentos menos invasivos, com taxas de cura cada vez maiores e associadas a complicações menos frequentes.

O tema do câncer de pele foi apresentado pelo cirurgião oncológico, Gerson Junqueira que, também, fala sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce. Os meses de novembro e dezembro são cruciais para a conscientização das pessoas a evitar a exposição excessiva ao sol no verão. No Rio Grande do Sul, o número de casos de câncer de próstata e câncer de pele é alto. “No Brasil, os dados mostram que são entre 60 e 90 casos, respectivamente, para cada cem mil habitantes”, relata Junqueira.

O Ciclo de Palestras AMRIGS visou apresentar conteúdos associados com as demandas da atualidade no cotidiano das pessoas. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3014 2039.

Comentários no Facebook