CAPRICÓRNIO – O ANJO DE ASAS DUPLAS

0
1283

Eis 2016 despontando no horizonte… precedido por legiões angelicais de vestes coloridas, anunciando as boas novas. Como uma carreata de luz que perde a energia de 2015 e impulsiona para o novo ano, emerge o signo de Capricórnio. Anjo sábio, compenetrado, pensante, ermitão… Às vésperas de virar a página no livro de cada um, Capricórnio alerta que nem todo passado pode ser descartado. Você verá logo adiante, em Aquário, necessidade da selecionar sua bagagem. Aquilo que você carrega em Capricórnio, em Aquário passará a ser aquilo que você optou por carregar. Os primeiros 20 dias de janeiro servem para isso: o balanço de final de ano e a escolha das alternativas vindouras. Trabalhar sobre memórias, que se cristalizam em Câncer, é faculdade adulta, próprio de Capricórnio.

Capricórnio comporta o peso das asas do passado a lhe pesar nas costas (responsabilidade, exatidão, o politicamente correto…). Não por acaso que, teoricamente, o nascimento do Cristo é comemorado em 25 de dezembro – após quatro dias de o Sol ter passado pelo primeiro grau do signo de Capricórnio, o ponto do solstício – nasce um Ser com a responsabilidade de, com o auxílio das legiões celestes dos mistérios, acender na mente dos homens o suprassenso de humanidade. A outra dupla de asas do anjo de Capricórnio é simbolizada por aquilo que carregamos em nós agora, pelas vivências das experiências no presente, e a tomada de consciência delas, a partir da percepção de quem é que manda na nossa vida. Frente a questões sérias, Capricórnio pergunta o que significam, adentrando no território de Aquário. A seriedade que tenta entender o que acontece leva à impessoalidade, ao distanciamento típico de Aquário, e enfrenta o desafio de planejar soluções. Expõe o que aprisiona o ser humano, os fatos dos quais não pode se livrar e o tempo que o limita. É possível vivenciar a metáfora do tempo e do determinismo de Capricórnio quando se quebra o braço, por exemplo. Agonia-se com a lentidão da recuperação. Mas ele irá se refazer. E você sabe disso. Os assuntos de Capricórnio pedem paciência, resignação – coisas de Aquário e Peixes que ensinam como passar pelas experiências, enquanto Capricórnio determina que, necessariamente, você irá passar por elas. Graciosamente temos as dimensões angelicais de Aquário e Peixes a avançar sobre o determinismo do anjo de Capricórnio.

Sensatos e com os pés firmes no chão, Capricórnio pode atrair pessoas com anjo em Sagitário, que o admira pelo controle, mas onde o idealismo e a busca do segundo se choca com a sabedoria e a cautela do primeiro. Aquário, por sua vez, poderá se entediar com as eternas insistências de Capricórnio contrárias às suas invenções e descobertas. O jeito é adequar o “viva e deixe viver” de Aquário ao “livre-se das inutilidades e poupe apenas o que for útil” de Capricórnio. Peixes se sente reconfortado e seguro na tranquila presença e sólida estabilidade de Capricórnio. A fascinante a sonhadora despreocupação de Peixes, relaxada e cheia de promessas atrai o capricorniano, que ora consegue aclarar o pensamento confuso de Peixes, ora o pisciano abranda a firme convicção de Capricórnio.

Realizar Capricórnio não é apenas concretizar algo, mas transcender a lentidão e rigidez que impõe, para cada problema, o encontro de uma solução, finalização ou transmutação. Que nossos dias em 2016 assim se manifestem… FELIZ ANO NOVO!

Comentários no Facebook