“Deu onda”: MEU PAU/PAI TE AMA e a confusão cognitiva na mente das nossas crianças.

0
1775

Bombando nas rádios, nas academias e com promessa de ser uma das mais pedidas para o carnaval, a música “Deu onda”que vem acompanhada de uma batida gostosa está na boca do povo e, principalmente das nossas crianças. O ritmo é sem dúvida, contagiante, porém o seu conteúdo tem intrigado bastante os pais e educadores do nosso Brasil.
Segue pequeno trecho:
“Eu não preciso mais beber
E nem fumar maconha…
Você sentando, mozão, me deu onda
Que vontade de ter, garota… fazer o quê? Meu pau te ama (o pai te ama).”
Ao ter escutado esta música você achou ( e eu também achei) que ela dizia: “O Pai te Ama”. Sim, fizeram essa “versão para ser aceita”, mas a versão que “bomba” e todo mundo sabe é a original do Pau que Te Ama. E que não deixe dúvidas – o título “Deu Onda” faz referência à Maconha, droga ainda ilegal em nosso país.
Você deve estar pensando: “Para que tanta implicância com uma simples música?” Afinal, não é a primeira e pouco provável será a última música a fazer sucesso com letra e coreografia polêmicas em nosso país. Que fique bem claro que a minha referência não é contra gênero e/ou gosto musical da parte de qualquer pessoa, mas como profissional da área da educação e da saúde mental, a minha responsabilidade é a de cuidar da mente humana.Algumas pessoas poderão mencionar: Ah, tá… Mas substituindo o “pau” pelo “pai” fica tudo resolvido então, ok? Nada disso! A coreografia faz movimentos gestuais mostrando o encaixe genital, com o áudio citando a palavra “pai” e neste momento é onde se inicia a “confusão cognitiva”, ou seja, o aprendizado ocorre com o equilíbrio entre assimilação e acomodação e o nosso sistema cognitivo é responsável por interpretar o que recebemos de nossos sentidos e armazenar ou reagir ao estímulo. Quando uma criança, por exemplo, assiste ao clipe da música, a sua visão vai analisar os movimentos e a sua audição a melodia e letra, se tudo estiver em harmonia, este resultado é armazenado e assume a caixinha de crenças e “mapas mentais”. Diante disso, a criança vê gestos sexuais, e seu sistema instintivo sabe o que são, e escuta ao mesmo tempo do gesto sexual a palavra “pai”. O mapa mental absorve tudo junto e fica “o pau do pai te ama”.
A interpretação será dupla e associada – sexo ao pai ou com o pai. Este é o princípio da hipnose, das mensagens subliminares, das campanhas de marketing potentes – Promover ASSOCIAÇÃO cognitiva. O gesto é repetido demasiadamente no clipe que já tem mais de 11 milhões de visualizações. Mais adiante, após todos esses estímulos e associações,crianças, adolescentes e adultos poderão inconscientemente olhar o pai e sentir atração, excitação e fantasias. No mínimo, preocupante, concorda?
Segue os links abaixo para próprias conclusões:
Clipe original
Clipe da coreografia didática

Comentários no Facebook