Feedback Corporativo – Você está preparado para receber o seu?

0
868

Com a chegada do final de ano as empresas encerram os ciclos referentes ao planejamento e a execução dos seus resultados (produtos e/ou serviços) para iniciar o planejamento para o ano, semestre ou trimestre seguinte, e com isso, é chegada a hora de receber os feedbacks corporativos.

Vamos explicar inicialmente o conceito deste termo e o que ele representa em uma empresa. Feedback é uma palavra inglesa que significa realimentar ou dar resposta a um determinado pedido ou acontecimento. É através dele que os gestores podem conversar com os seus subordinados de forma mais aberta e franca sobre as entregas do período contratado, e juntos, fazerem reflexões (avaliações) do que foi bom e deve ser mantido, o que deve parar, e o que deve iniciar. Ele é adotado pela maioria das empresas que se preocupam com o clima organizacional e os seus resultados e impactos nos colaboradores. Geralmente é implantado nas empresas que oferecem possibilidade de carreira e desenvolvimento profissional.

Feed 1Nem todos os colaboradores gostam de receber feedbacks, pois sabem que também irão ouvir pontos que precisam ser melhorados (críticas construtivas), e muitas vezes, essa visão da gestão é divergente da, sua pessoal, e por isso, este momento causa tanto desconforto para que o recebe.

O feedback também não é fácil para quem está realizando, pois é necessário, uma análise profunda do comportamento e entrega do subordinado naquele determinado período (anteriormente contratado), onde toda e qualquer palavra dita nesta hora deverá ser minuciosamente pesada, pois este é um momento delicado, tenso e temido pelo colaborador que irá receber.

Apesar de ser tido por uma grande maioria como um momento desconfortável para quem o recebe, ele deve ser encarado como um momento de reflexão e melhoria de uma ação que já vem sido construído. Os feedbacks devem ser construtivos e honestos, sempre dizendo aquilo que é necessário o colaborador ouvir e não o que ele deseja ouvir. Nunca destrutivos.

Neste momento, o subordinado possui duas opções. Uma é aceitar essas informações enxergando que estão vindo de pessoas que querem o seu sucesso na empresa e que para isso, algumas mudanças são necessárias. A outra é ficar irritado e na defensiva, justificando cada ponto apresentado (não acho que esta seja melhor opção). Se você confia na gestão da sua empresa e sabe que elas querem verdadeiramente o seu desenvolvimento e confia no que foi dito, deverá usar essas informações ao seu favor. Vá para casa, durma, se acalme e no dia seguinte já tenha um plano de ação para efetivar esta mudança na sua rotina.

Para que grandes coisas aconteçam na nossa vida profissional um dos pilares básicos é saber ouvir. Ouvir os gestores, os subordinados, os colegas dos outros setores, clientes, fornecedores e assim por diante. Ouvir nos faz criar certos questionamentos (inclusive da nossa conduta e postura com os demais) e com isso, avaliamos o que pode ser melhorado em vários aspectos.

Se você está passando por este momento (ou prestes a encarar um feedback corporativo), vá de peito aberto, cabeça erguida e ouvidos abertos. Aproveite que o Ano Novo está chegando e faça deste novo ano um ano diferente, um marco na sua carreira. Quem sabe só falta a cereja do bolo para você avançar mais um degrau na sua carreira?

Esteja preparado para este momento, tire o melhor possível para realizar as mudanças necessárias e boa sorte!!

Comentários no Facebook