Motivação no trabalho – Faça a diferença no seu dia a dia

0
3307

É muito comum vermos um colaborador motivado logo quando ele é admitido em uma empresa, e começa a desempenhar as suas atividades. Este cenário é confortável, pois nesta fase de adaptação, a cobrança não é tanta, as pessoas são mais pacientes, e geralmente, receptivas.

Aos poucos, você passa a conhecer melhor os seus colegas de trabalho e identificar a característica principal de cada um deles, que o fará se aproximar ou gerar um certo distanciamento. Na grande maioria das empresas existe o perfil daquele funcionário que está disposto a ajudar, o que acha que “sabe tudo”, o que adora um “disse me disse”, o engajado, o que reconhece as suas fraquezas e deseja melhorar, o que resolve os problemas, dentre outros.

Com o passar do tempo, é normal sentir-se um pouco cansado, principalmente quando as suas atividades são limitadas e/ou se repetem constantemente. O que fazer neste momento para manter a motivação e espantar a rotina saindo da tão famosa zona de conforto?

Primeiramente, devemos atuar em um local de trabalho onde gostamos, ou no mínimo, nos identificamos, isto seria o mais adequado, mas como o cenário atual econômico nem sempre nos permite esta possibilidade, gerando, em alguns casos, grandes frustrações.

Faça você a diferença no seu dia a dia, comece a mudança a partir de agora e busque mais qualidade, leveza e satisfação no seu trabalho com algumas dicas que daremos abaixo:

  1. Seja a mudança que você quer ser – você sabe o motivo que lhe conduziu até esta oportunidade de trabalho, e aonde você deseja chegar (seja uma carreira na empresa atual ou em outra), acredite no seu objetivo, tenha foco e vá a luta;
  2. Não se contamine com os acomodados no caminho – infelizmente, nas empresas é bem comum identificar vários colaboradores que não possuem ambição e não desejam sair do seu quadrado. Se eles são felizes assim, ótimo! Não vá você, uma pessoa que se esforçou tanto, querer isso pra você. Volto na questão de manter o foco;
  3. Tenha as suas responsabilidades em dia – nesse ponto, sugiro fazer uma lista do que você tem feito, listando todas as tarefas que foram completadas e deixa-la em um local visível. Esta lista pode ser feita diariamente ou uma vez na semana. Desta forma, fica mais claro em que projeto você está conseguindo evoluir e no que precisa melhorar, afinal, é motivador ver as coisas acontecerem;
  4. Procure obter feedback do seu gestor – é por meio do feedback que são identificados os pontos fortes, o que pode ser melhorado, as habilidades que podem ser aprimoradas, a diferença no resultado do seu trabalho, dentre outros vários pontos. Se você não como está se saindo, é muito fácil se perder no meio do que está fazendo;
  5. Ter autonomia – ter autonomia não é fazer tudo da forma que você deseja, até pelo fato de estarmos em uma empresa, existem regras e padrões a serem seguidos, mas sim, escolher como elas podem ser realizadas, com a visão de bem comum. A liberdade em fazer as coisas diferentes, fugindo dos padrões convencionais, além de nos tirar do comodismo ainda contribui a sermos mais criativos.

Motivação 2

Uma coisa é fato: a motivação deve existir de dentro para fora, você precisa saber o que está fazendo e qual a sua importância dentro de uma organização. Os planos de incentivos oferecidos pelas empresas te motivam só até certo momento (o de conquistá-los ou não), a partir deste ponto, volta a ser você, por você, mais uma vez. Reflita, motive-se e faça acontecer!

Comentários no Facebook