SAGU DÁ EM ÁRVORE

0
2749

Os anos vão passando e muita coisa vai sendo desmistificada sobre o entendimento de tudo que envolve nossa trajetória de vida. As verdades vão aparecendo. Fatos ou situações que nos era mostrada de certa maneira com a finalidade de manipular nosso entendimento e até, talvez, para não nos chocar em demasia, são aos poucos, ao correr dos anos, sendo revelados. Mostrando a sua verdadeira faceta. Isto ocorre a respeito da religião, da política, do time pelo qual torcemos e nos relacionamentos sociais.

A ilusão, o ópio da vida, a cada verdade descoberta, vai mais e mais ficando sem brilho. Tornando nossa vida por vezes amarga e sem sentido. Nossa luta na verdade é não nos deixar abater e procurar sempre e sempre mais novos objetivos que dê ânimo e reacenda a chama da ilusão. Para começar, tentando dar um tom mais alegre a essa conversa, conto a minha verdade descoberta sobre o SAGU, a qual não afetou minhas crenças, mas sim veio me dizer que nas coisas mais simples poderá estar reservada uma grande e agradável surpresa.

Você certamente, como eu, acha que o sagu, uma das sobremesas mais apreciadas, seja feita a partir da farinha de mandioca, o polvilho. E estão certos. A novidade é que o SAGU original dá em árvore. È isso mesmo dá em árvore. Não é mentira não, basta olhar no dicionário ou buscar na Internet. Este lá escrito que SAGU é um doce muito apreciado e dá no pé de SAGUZEIRO. Minha crença, neste caso é pensar que você também achará muito interessante esta minha descoberta. Que, para bem da verdade, foi um amigo que a me revelou. Perdi um almoço por duvidar dele.

Outra crença, talvez uma das maiores, mas que me trouxe grandes alegrias e satisfação foi ou é de achar que sou um craque de bola. Tive oportunidades de jogar com ótimos jogadores profissionais entre eles o maior jogador de futebol do mundo, “O Ronaldinho Gaúcho”. Tenho foto e tudo. Ta certo era uma mera partidinha amistosa. Mas até nessa crença tentaram desiludir-me. Outro dia ia passando por um grupo de pessoas conhecidas e uma delas chamou-me ordenando: Venha preencher uma ficha no nosso time para o campeonato que vai iniciar em breve. Quis saber qual campeonato. Foi quando, as gargalhas, me disseram em coro, “do sub-sessenta”. Precisa dizer mais?

 

Publicado Diário de Canoas
31/10/2007

Comentários no Facebook