Síndrome de Burnout – quando o trabalho se transforma em doença.

0
1892

O termo Burnout tem origem na língua inglesa, a partir da união de dois termos: burn e out, que respectivamente significam queimar e fora. A união dos termos é mais bem traduzida por algo como “ser consumido pelo fogo” ou simplesmente “exaustão”. A síndrome de burnout é também chamada de síndrome do esgotamento profissional, sua principal característica é o estado de tensão emocional e estresse crônico provocado por condições de trabalhos desgastantes.

2a25d34de75ee338de78d40b7d4892a5

Estresse comum X Estresse de Burnout

Não importa a profissão, o estresse faz parte do dia a dia num mundo cada vez mais competitivo. A OMS (Organização Mundial de Saúde) afirma que o estresse é uma epidemia global, em que o homem contemporâneo vivencia muitas exigências, muitas informações de forma contínuas para se adaptar ao mercado de trabalho. O que diferencia o estresse comum e o estresse que provoca Burnout é que o estresse comum nem sempre é negativo, ele pode apresentar aspectos positivos como uma forma de reagir positivamente a uma situação inusitada, por exemplo, servindo de energia, estímulo e incentivo no exercício da profissão, enquanto o Burnout tem sempre um caráter crônico e negativo e está relacionado com o mundo corporativo em que o indivíduo está inserido.

burnout1

O que provoca o desenvolvimento do Burnout

A Síndrome de Burnout é uma das consequências da dedicação exagerada à atividade profissional atual: A pretensão de ser o melhor e demonstrar continuamente o alto grau de competência é uma etapa importante da síndrome: o portador de Burnout mede a auto-estima pela capacidade de realização e sucesso profissional. O que inicia com satisfação e prazer termina quando esse empenho exagerado não é reconhecido ou conquistado de forma desejada. Nesse estágio, a necessidade de se afirmar e o anseio de realização profissional se transformam em obstinação e compulsão, o sujeito nesta busca sofre, além de problemas de ordem psicológica, intenso desgaste físico, provocando fadiga e exaustão.

stress

Principais sintomas

A palavra síndrome refere-se a um conjunto de sintomas, que podem ser físicos, psíquicos, de comportamento etc. No caso da Síndrome de Burnout, os sintomas mais comuns são: fortes dores de cabeça, tonturas, tremores, falta de ar, oscilações de humor, distúrbios do sono, dificuldade de concentração, problemas digestivos, aumento da fadiga, dores musculares, problemas gastrointestinais, respiratórios, cardiovasculares. Além desses, há também sintomas psicológicos como: dificuldade de concentração, sentimentos negativos sobre o viver, trabalhar e ser, impaciência, irritabilidade, baixa autoestima, desconfiança e depressão.

A partir desses sintomas, o sujeito acometido pela Síndrome de Burnout desenvolve comportamentos como: negligência ou perfeccionismo, agressividade nas relações cotidianas, perda da flexibilidade emocional e da capacidade de relaxar e planejar. Além disso, tende ao isolamento, à perda de interesse pelo trabalho e outras atividades.  O Burnout é comumente confundido com a depressão, no entanto, tratam-se de conceitos distintos. O que ambos têm de comum é o desânimo. Entretanto, identifica-se nos depressivos a prevalência aos sentimentos de culpa e derrota, enquanto nas pessoas com Burnout são de desapontamento e tristeza. A pessoa acometida com o Burnout identifica o trabalho como desencadeante deste processo.

psicologa

Tratamento

A procura por profissionais da área da saúde mental é imprescindível – psicólogo ou psicanalista e psiquiatra. Os primeiros tratarão por meio da terapia as causas, a raiz do problema, enquanto que o psiquiatra tratará com medicações dos sintomas.   O tratamento com terapia é muito importante para os trabalhadores com Síndrome de Burnout, pois o terapeuta ajuda o paciente a ultrapassar o estresse, já que proporciona ao indivíduo a troca de experiências que ajudam a melhorar o autoconhecimento e a ganhar mais segurança no seu trabalho, além de ajudar a superar a sensação de inferioridade e de incapacidade e a ganhar confiança, que são os principais sintomas manifestados pelos portadores da Síndrome de Burnout.

Comentários no Facebook