VIVER COM PAIXÃO

0
829

Enviada por Jeff Severino – Jornalista – Florianópolis -SC

“ Se pudéssemos ter consciência do quanto nossa vida é passageira, talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes. ”

Era uma vez uma menina que podia fazer qualquer coisa. O que ela imaginasse era possível. Bastava desejar, se concentrar e pronto! Então um dia ela se sentou na frente de uma tela em branco e começou a pintar. Cada traço dado era mais perfeito do que o outro. Lentamente e graciosamente desenhando para construir uma obra prima perfeita. E quando acabou de pintar, olhou orgulhosamente para o seu trabalho e sorriu. Era óbvio para as nuvens e as estrelas, que sempre a vigiavam, que ela tinha um dom. Ela era uma artista. E ela sabia disso também. Ela sentia isso em cada fibra do seu ser, mas alguns momentos depois que ela terminou de pintar, ela ficou ansiosa e rapidamente se levantou. Se deu conta de que enquanto ela tinha a capacidade de fazer qualquer coisa que desejasse o tempo simplesmente passava. Ela acreditava que estava apenas gastando seu tempo colocando tinta num pedaço de tela quando poderia fazer coisa melhor, pois na visão dela, os outros eram mais felizes em suas festas e fantasias. Ela sentia que havia muito mais no mundo para ver e fazer – tantas opções. Então ela finalmente decidiu fazer algo a mais com sua vida. Decidiu que ficar pintando o tempo todo era um imenso desperdício. Então ela olhou para sua obra prima mais uma vez e saiu pela rua. Enquanto ela estava caminhando não notou as nuvens e as estrelas no céu que estavam tentando sinalizá-la, porque ela estava preocupada com uma decisão importante que ela tinha que tomar. Ela tinha que escolher pelo menos uma coisa para fazer entre todas as possibilidades do mundo que tinha. Ela deveria praticar medicina? Ou construir edifícios? Ensinar as crianças? Dar a volta ao mundo? Ir a todas as festas? Ela estava completamente perplexa além de perdida.
Vinte e cinco anos depois a menina começou a chorar. Veio até a depressão porque ela percebeu que ela estava andando o tempo todo e por todo esse tempo ele ficou pensando em tudo o que podia fazer, no que poderia ter feito – a infinidade de possibilidades – que acabou não fazendo absolutamente nada de importante, de significativo. Foi quando ela aprendeu finalmente que a vida não é sobre possibilidades – mas que tudo é possível. A vida é tomar decisão sempre, é TOMAR ATITUDES, é vivenciar cada momento e não ficar pensando no que fazer, no que fez e naquilo que poderia ter sido feito. VIDA É AÇÃO E MOVIMENTO. É tomar decisão sempre em favor da vida. É decidir fazer alguma coisa que nos mova e não o contrário. Assim, a menina, que já não era mais uma menina, comprou algumas telas e tintas em uma loja especializada local, foi até um parque nas proximidades e começou a pintar. Um golpe graciosamente levou para o próximo. E enquanto ela sorria, ela continuava pintando o dia e a noite. Ela finalmente tinha tomado uma decisão. E havia decido deleitar-se com a magia da vida.
E então? Entendeu? A história acima não é sobre seguir a sua paixão numa porcaria de fantasia carnavalesca e tão pouco acreditar que aqueles que estão lá fantasiados estão ou são felizes “extremamente embalados”. Não é sobre empurrar sua paixão em um abismo de infelicidades. Mas sim sobre você descobrir algo que alimenta a sua alma e lhe traz alegrias e emoções – algo que realmente importa para você – se preocupar o suficiente sobre si mesma para dar espaço para isso em sua vida. E se você achar que não tem tempo para o que importa realmente para você, pare de fazer coisas que não te levam a nada… como assistir uma porcaria de um BBB ou qualquer outro programa sensacionalista de que dita regras e normas ou então se perder perseguindo as pessoas nas mídias sociais. Seja intencional sobre como você gasta seu tempo. Sobre realmente o que você deseja e, finalmente use teus GRANDES TALENTOS, porque todos nós temos talentos. No final, o propósito é a razão pela qual nós viajamos. A paixão é o fogo que ilumina o nosso caminho. Sem paixão é impossível progredir na vida. O coração da excelência humana começa a bater quando descobrimos algo que vale a pena, grande ou pequeno, que nos absorve, que nos libera, que nos desafia e nos dá um senso de significado. Alguns resistem a este fato e pensam que paixão é apenas passageira ou fugaz. Honestamente, as pessoas mais tristes ou “estáveis” que eu já conheci na vida são aqueles que não têm uma paixão profunda sobre qualquer coisa na vida. Paixão e satisfação andam de mãos dadas, e sem elas, qualquer felicidade é apenas temporária, porque não há nada de significativo por trás para fazê-la durar.
Então lembre-se, se houve um dia, um momento para seguir seu coração, mesmo que seja pequeno esse dia é hoje.
Lembremo-nos sempre que nossa vida é sempre, fatalmente o resultado das escolhas que nós fazemos. Se você não gosta de sua vida – se ela está completamente sem emoção e paixão – é hora de começar a fazer mudanças e melhores escolhas. A vida é para ser apreciada, não suportada.
A decisão é só nossa.
Mas uma conhecida se suicidou hoje. E quantas pessoas irão fazer a mesma tolice acreditando que irá morrer. A vida não cessa nunca e a dor de quem a abrevia é imensurável.
Viva com paixão e não acredite na alegria fugaz e ilusória do carnaval. É tudo mentira.

Comentários no Facebook